WEC PORTUGAL / MISSÃO AMEM

A história do estabelecimento da WEC em Portugal está intimamente relacionada ao trabalho missionário nas colônias portuguesas da África.

Líder africano com materiais do CEDO

Na década de 1930, o WEC Internacional estabeleceu o trabalho missionário na Guiné-Bissau e seguida em cooperação com uma organização dela oriunda, o CLC (Centro de Literatura Cristã), uma livraria em Lourenço Marques em Moçambique.

Nenhum trabalho missionário foi estabelecido em Portugal, mas era para cá que vinham estudar a língua portuguesa os missionários que estavam a caminho das frentes missionárias nas colônias.

Equipa CEDO em África
Distribuição do Panfleto CEDO
Modelo do CEDO

Em 1962, a WEC Internacional lançou um panfleto evangelístico chamado CEDO que seria enviado pelos correios para as pessoas de fala portuguesa de todos os lugares do mundo. O analfabetismo era alto tanto em Portugal quanto nas colônias, mas aqueles que podiam ler, liam para os que não podiam e por isso os pedidos para os panfletos chegaram aos milhares na sede do ministério na Inglaterra.

Em 1977, a versão portuguesa teve de ser suspensa temporariamente devido à morte do editor português, o Sr José Couto. Diante disso, o casal de alemães Joachim e Mamie Freitag, que havia trabalhado na Guiné-Bissau e residia na Inglaterra na ocasião, resolveu assumir o ministério. No entanto, eles e outros sentiram que para melhores resultados, o trabalho deveria estar baseado em Portugal.

Um grupo de pesquisadores da WEC Internacional foi enviado para Portugal para verificar onde seria o melhor sítio para o estabelecimento da Missão. Após a viagem, a decisão foi tomada e em 1980 a WEC Portugal foi estabelecida na cidade de Braga, e aqui passou a ser denominada A Missão de Evangelização Mundial (AMEM).

Além de implementação do ministério CEDO a equipa também tinha como alvo a evangelização das cidades do norte de Portugal e as aldeias ainda sem a presença de ministérios evangélicos. Diferentemente de outros países, a WEC Portugal não tinha como objetivo implantar igrejas em Portugal, mas sim trabalhar na evangelização junto com as igrejas já existentes no país.

A maioria dos missionários que se juntaram à WEC Portugal no decorrer dos anos seguintes estiveram envolvidos com o ministério CEDO e alguns com igrejas evangélicas portuguesas que buscavam alcançar as áreas menos evangelizadas.

Em 2015, o ministério CEDO internacional foi descontinuado, o que ocasionou também o fim das atividades da versão portuguesa.

Atualmente a WEC Portugal – Missão AMEM continua no apoio ao trabalho de evangelização das igrejas portuguesas, mas também busca dentro da visão da WEC Internacional, a mobilização de missionários portugueses em parceria com igrejas, outras agências e juntas missionárias, para alcançar os povos não alcançados em outras partes do mundo.