Entendendo e Obedecendo à Ordem Missionária

18 Então, Jesus aproximou-se deles e disse: “Foi-me dada toda a autoridade nos céus e na terra. 19 Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, 20 ensinando-os a obedecer a tudo o que eu ordenei a vocês. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos”.
Mt 28. 18 -20

Introdução:

Muitos crentes não sabem ao certo qual deve ser sua parte no processo de levar adiante o mandamento missionário que eles receberam de Jesus. Para ajudar-nos neste processo, precisamos analisar esta e outras passagens para assim descobrirmos qual deve ser a nossa participação.

I. Somos Capacitados para a Obra

“Toda autoridade me foi dada no céu e na terra. Portanto…”

A maior desculpa que muitos crentes tem é que não sabem ou são capazes para realizar a obra missionária. Isto é tarefa para outros! Ao dizer isto, o Senhor está dizendo que Ele recebeu todo poder e que transferiu isto para cada crente individual. Estar em Cristo significa que nós também possuimos todos os recursos dados por Deus a Ele.
Ef 3.20 afirma que através do uso de nossa posição espiritual em Cristo podemos realizar coisas impossíveis aos olhos humanos.

II. Somos Chamados a Ir/Enviar
Muitos crentes pensam na igreja como um hospital onde as pessoas devem vir para serem curados ou restauradas quando descobrirem que estão doentes. No entanto, esta não é a figura bíblica. A figura bíblica é a do pastor que deixa as 99 ovelhas e sai a procura da ovelha perdida (Lc 15. 1 – 7).
Se os missionários não sairem aos campos os perdidos jamais serão alcançados para o Reino de Deus. No entanto, descobrimos que missionários devem sair por si mesmos, antes ele devem ser enviados.
Rm 10. 13 – 15 – Aqui encontramos isto definido de maneira clara esta idéia.
Os missionários são chamados por Deus mas são enviados pela igreja – At 13. 1 – 3.
Assim, todos os crentes estão incluídos em apenas 2 categorias: os enviados e os que enviam. Em que grupo você está?

III. Somos Instruídos sobre o que Fazer

“Fazei discípulos, batizando-os … ensinando-os a obedecer”

Isto não diz respeito a uma filiação religiosa ou institucional, mas a uma transformação espiritual e comportamental.
At 26.17 – 18 – Aqui descobrimos que existe uma guerra espiritual envolvida entre os obreiros e os poderes espirituais do mal. Assim, missões é resgatar vidas das mãos do inimigo e trazê-las ao Reino de Deus.
Como no caso do povo de Israel no AT, Deus já nos deu a vitória em Cristo mas ainda precisamos conquistar isso mediante a batalha espiritual. Neste caso vale o mesmo princípio de Dt 11.24.
Neste sentido, isto não é uma tarefa de indivíduos, mas de todo corpo de Cristo. Uma ilustração do AT nos mostra claramente este processo – Ex 17. 8 – 15.

Aqui encontramos algumas lições importantes:
a) A vitória é uma ação conjunta dos enviados e dos enviadores.
b) Os enviados precisam levar adiante sua tarefa – “Amarrar” poderes das trevas de uma determinada região não possui nenhum efeito sem a presença dos missionários.
c) Os enviadores são de fundamental importância no processo – A negligência nesta tarefa significa a derrota no campo de frente.
d) O trabalho dos enviadores envolve esforço e sacrifício – Oração e apoio material não são tarefas fáceis de serem realizadas.
e) Ambos os grupos dependem do poder de Deus para levar adiante suas tarefas (v. 15).

IV. Somos Assegurados da Presença de Jesus
Muitos crentes pensam que a presença do Senhor com eles lhes é assegurada em toda e qualquer situação, mas isto não é o que o texto afirma. É preciso notar que o isto nos é fornecedo em conexão com nossa obediência à ordem de Jesus, sendo assim condicional. Ele diz “E Eu estarei convosco…”.

  • Para nos fortalecer.
  • Para nos orientar.
  • Para fazer provisão.

Conclusão:

Quando o Senhor Jesus deu a Grande Comissão aos Seus discípulos, que não se restringem aos 12 apóstolos ou ao grupo de cristãos do 1º século, mas sim a todos os que aceitam o Senhor Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas estava incumbindo-lhes com uma tarefa grandiosa. Por causa disso, é que Ele certificou-se de que os seus discípulos tivessem toda a capacitação e orientação para levarem adiante a missão. Assim, a obra missionária, em obediência à ordem de Jesus, capacitados e ensinados por Ele, deve ser realizada por nós que temos sido chamados para ser Seus discípulos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *