A WEC Internacional foi fundada pelo missionário inglês Charles Thomas Studd, (mais comumente conhecido como C.T. Studd) – (1860 – 1931)

Studd é considerado por muitos como um dos melhores atletas de cricket de seu tempo. Depois de tornar-se o capitão da equipa de cricket inglesa, iniciou a carreira missionária como parte do famoso grupo Os Sete de Cambridge.

Este grupo formado por sete graduados universitários da Universidade de Cambridge, tornaram-se manchetes dos jornais da Inglaterra da época, por serem homens de alta posição na sociedade que viraram as costas para uma vida privilegiada para pregar o Evangelho de Cristo na China interior. Eles, mais tarde, se tornaram exemplos para milhares de estudantes na escolha de uma vida com propósito ao invés de privilégios.

Depois de 21 anos no exterior, C.T. estava de volta à Inglaterra com sérios problemas de saúde, ao ponto de ser descrito por aqueles que o viram como “um saco ambulante de doenças“.

Naquela ocasião, viu um anúncio de uma reunião com as palavras: “Canibais querem missionários“. Intrigado, foi à reunião e lá foi desafiado pelas necessidades de pessoas no coração da África que nunca tinham tido a oportunidade de ouvir sobre o Senhor Jesus. Sem apoio de nenhuma organização, nem mesmo de sua esposa inicialmente e sem dinheiro, C.T. Studd navegou sozinho para a África em 1910.

Na chegada à África Central, quando ia a um local onde já havia missionários trabalhando, C.T. literalmente, subia em sua bicicleta e saia em busca daqueles que nunca tinham ouvido falar de Jesus. Finalmente, depois de conhecer profundas as necessidades do Congo, voltou para a Inglaterra para iniciar uma nova missão.

Entretanto, entretanto, Deus falou claramente com C.T. Studd enquanto viajava para o interior de África:

“Esta missão não é apenas para o coração da África, mas para todo o mundo não evangelizado”.

Como resultado, foi com a Missão para o Coração África que depois tornou-se a Missão de Evangelização Mundial para Cristo, que é atualmente uma comunidade global sob o nome WEC International.

WEC foi inicialmente liderada por Studd e sua esposa Priscilla, que trabalhou incansavelmente a partir da sua casa enquanto seu marido trabalhava nas florestas da África Central.

Após a morte de C.T. em 1931, a liderança foi assumida por seu genro Norman Grubb. Mesmo enfrentando o terrível cenário da mais severa depressão jamais enfrentada pela Grã-Bretanha, Grubb levou a WEC a crer em Deus para avanços significativos e que Ele enviaria todos os recursos necessários para isso. Nesta ocasião, iniciou-se um período fenomenal de aumento do número de missionários, ao ponto de que em cada ano o número de novos missionários era maior do que o ano anterior. Era o legado da extraordinária fé de Studd a moldar a nova missão.

Atualmente a WEC Internacional tem aproximadamente 2000 missionários vindos de 50 países diferentes que trabalham com aproximadamente 100 etnias não alcançadas em mais de 70 países.

Para mais informações sobre C.T. e Priscilla Studd, consulta a biografia no livro “O Homem que Obedecia”, Norman Grubb, Livros Evangélicos, 1950.